A UCES NA LUTA PELO DIREITO A INDENIZAÇÃO DO SEGURO HABITACIONAL

Em todos os financiamentos feitos para compra da casa própria, não importa quem financiou (CEF, CEHAP, BRADESCO, BAMERINDUS, SUL BRASILEIRO, etc…), o mutuário paga o seguro de morte, invalidez e danos físicos do imóvel, juntamente com o valor das prestações.

Quase todas as casas e aptos, passados alguns anos, apresentam problemas como infiltrações em paredes e tetos, rachaduras, rebocos de paredes e tetos soltos, madeiras atacadas por cupins e apodrecidas, janelas e portas emperradas (atacadas por cupins ou podres), pisos quebrados e forros caindo, apodrecimento de telhas e madeiramento do telhado, entre outros mais.

Se o seu imóvel apresenta ou já apresentou um ou mais problemas dessa natureza, você tem direito de receber da seguradora, o que você gastou ou vai gastar para fazer as reformas necessárias em seu imóvel. Informamos que o prêmio do seguro, será pago em dinheiro, diretamente ao mutuário.

Todos os mutuários que pretenderem ingressar com pedido para que a seguradora venha a indenizá-los dos danos existentes em seu imóvel, ou mesmo o valor daquelas reformas já realizadas, poderá nos procurar munido dos seguintes documentos: FOTOCÓPIA DO CPF e RG, CONTRATO DE FINANCIAMENTO, CONTRATO DE GAVETA ou ESCRITURA PÚBLICA DO IMÓVEL e COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA (ÁGUA, LUZ ou TELEFONE).

Observações Importantes:

– Não importa se as prestações do financiamento ou IPTU estão em atraso;
– O mutuário não terá nenhum custo com despesas processuais;
– O mutuário somente pagará honorários advocatícios no término do processo e, somente se vencer a causa;
– Se o processo não for favorável ao mutuário, não pagará nada;
– Não há problema se o imóvel foi quitado ou adquirido por contrato de gaveta.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *