UCES tem projeto de Núcleo de Exibição Audiovisual aprovado pelo Ministério da Cultura

joao2

joao2O presidente da União Campinense das Equipes Sociais (UCES), João Batista da Silva, disse hoje que dos 602 projetos enviados de todos os 27 estados brasileiros para apreciação do Ministério da Cultura, através do Programa Mais Cultura, apenas 100 foram aprovados e serão premiados com o recebimento dos kits com equipamentos de projeção digital, incluindo uma câmera MiniDV, além de obras do acervo da Programadora Brasil e oficinas de Capacitação Cineclubista.

O projeto encaminhado pela União Campinense das Equipes Sociais denominado “Projete-se com Cultura” foi um dos contemplados e, segundo o seu presidente João Batista, isso mostra a capacidade que a entidade adquiriu na elaboração e formulação de bons projetos, resultado também de parcerias com instituições como a Fundação Sistêmica e o Instituto Ágora Vox.

As sessões de cinema oferecidas pelo Cine+Cultura da UCES serão periódicas e gratuitas e irão favorecer o encontro e a integração da sociedade campinense com a produção audiovisual brasileira. O projeto também contribuirá para a formação de platéias e o fomento do pensamento crítico, pois, após as exibições o público discutirá, refletirá e se posicionará sobre a temática abordada no filme, socializando suas impressões e desenvolvendo uma visão mais crítica e consciente.

As atividades do Cine+Cultura da UCES serão iniciadas assim que a entidade receba os equipamentos de projeção e o conteúdo do catálogo da Programadora Brasil, programa realizado pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, disse João Batista. Duas pessoas indicadas pela UCES também passarão por uma Capacitação Cinceclubista, que serão qualificados de maneira prática para a realização de programação, divulgação e debates das sessões; formação com introduções à história do cinema e linguagem cinematográfica; e informações sobre questões atuais relativas à atividade exibidora como direitos autorais e sustentabilidade.

Esse trabalho será desenvolvido com apoio de um manual de capacitação produzido para o programa, por meio de parceria com o Conselho Nacional de Cineclubes Brasileiros (CNC). Serão oito oficinas a serem ministradas durante o mês de julho (sendo duas por semana).

A Programadora Brasil reúne hoje um acervo de 330 obras, organizadas em 103 programas (DVDs), licenciados para exibição pública. São filmes históricos e contemporâneos, curtas, médias e longas-metragens, de todos os gêneros. Ao longo de dois anos, cada Cine poderá solicitar até 12 programas por trimestre de trabalho e deverá atender à exigência de exibir por ano 60% de conteúdo nacional, podendo ser ou não da Programadora Brasil, com total liberdade de escolha dos títulos das suas sessões.

Print Friendly

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *